Visita aos confrades Junioristas na Comunidade Vocacional Dom Muniz

Durante os dias 02 a 05 de junho, procurei fazer uma visita fraterna à Comunidade dos confrades estudantes de teologia, em Belo Horizonte, onde se encontram três unidades redentoristas: Província do Rio (MG e ES), Vice-província de Fortaleza e Vice-província da Bahia.
A Província do Rio (MG e ES) é a anfitriã e acolhedora da experiência interprovincial que as três realizam no campo da formação redentorista, concretizando a visão reestruturada da formação e suas futuras implicações na vida da Congregação Redentorista.
Entre os 18 estudantes, 8 são oriundos da Vice-província de Fortaleza, 6 da Vice-província da Bahia e 4 da Província do Rio (MG e ES). Atualmente o Pe. Paulo Sérgio Carrara é o reitor e formador da comunidade interprovincial. O que procura fazer com muita estima, presteza e consideração seu ofício de presença formativa e liderança.
Na viagem, cheguei com o Fr. Alessandro Moreira, que foi morador da comunidade até o ano passado e se encontra em estágio pastoral em Salvador. Minha visita consistiu em ver os confrades que formam a comunidade, partilhar algumas referências da vida da Congregação, conversar diretamente com os da Vice-província da Bahia e, pessoalmente, conversar com o formador sobre os andamentos da formação.
Com todo o grupo, partilhamos a realização do XXV Capitulo Geral e suas implicações no que tange diretamente à formação, as novas possibilidades de reconfiguração das unidades redentoristas, conforme pretende o Governo Geral e a necessidade de pensar o missionário redentorista para “além de nossos limites provinciais”.
Diretamente com o pessoal da Vice-província da Bahia: Manuel Novaes Dias, José Augusto dos Santos, Sergio Reis Santos, Willian Sena Oliveira, William Gondim Costa e Thiago Pedro da Silva conversamos a respeito do aproveitamento intensivo do tempo de formação comunitária, espiritual e acadêmica, a convivência nas comunidades religiosas no período de férias, os encontros do mês de julho, a participação nas Santas Missões em Águia Branca – ES, no final do segundo semestre e a renovação dos votos religiosos.
Com o Pe. Paulo Sérgio Carrara, reitor e formador, tratamos de alguns assuntos: o processo de formação e a interação das unidades na comunidade formativa, algumas inquietações possíveis para os trabalhos pastorais entre as unidades do Rio e Bahia, a admissão às ordens menores durante o processo da formação, a renovação dos votos religiosos antes do retorno no final do ano e a consolidação do processo de formação interprovincial ao longo desses 10 anos (2007 a 2017).
A contento, os jovens estudantes, no geral, mostraram-se abertos e interessados para o futuro redentorista que a Congregação se propõe a implantar, a partir das decisões e motivações do XXV Capítulo Geral. A reestruturação não é uma questão de estrutura física simplesmente. Mas é uma mudança de paradigmas, conversão pessoal e atualização do carisma redentorista em função da missão da Congregação: anunciar a “Copiosa Redenção”.
Que Santo Afonso, nosso pai e fundador, os Santos, Mártires e Beatos redentoristas, ao lado da Mãe do Perpétuo Socorro, intercedam ao Cristo Redentor pelos confrades e pelo dinamismo missionário da Congregação.

05 de junho de 2017
Pe. Roque Silva Alves, CSsR.
Superior Vice-provincial da Bahia