"Ó, DEUS ENCARNADO. Ó, QUANTO TE CUSTOU HAVER-ME AMADO" (Santo Afonso).

"Ó, DEUS ENCARNADO. Ó, QUANTO TE CUSTOU HAVER-ME AMADO" (Santo Afonso).

Meu irmão (a) na fé, na esperança e no amor:

Que o Espírito Santo ilumine os nossos corações, para podermos reconhecer no Menino Jesus, da Virgem Maria, nascido em Belém, a salvação oferecida por Deus a cada um de nós, a todo o ser humano e a todos os povos da terra. Que o poder de Cristo, que é libertação e serviço, se faça sentir em tantos corações feridos pelas guerras, perseguições, escravidão e mal estar de toda natureza. Que este poder divino tire, com a sua mansidão, a dureza dos corações de tantos homens e mulheres imersos no mundanismo e na indiferença, na globalização da indiferença, na depressão e no esvaziamento. Que a sua força redentora transforme as armas em arados, a destruição em criatividade, o ódio em amor e ternura. Assim poderemos dizer com alegria: “Os nossos olhos viram a vossa salvação”.
Nessa oportunidade das felicitações natalinas, desejo que a graça recepcionada no Natal ilumine todos os dias do Ano Novo e, juntos, nos comprometamos mais com o anúncio do Reino de Deus nas nossas atitudes e ações missionárias. 
Boas festa e abençoado Ano Novo. 
Pe. Roque Silva Alves CSsR
Superior Vice-Provincial/Bahia